Relembrar Acácio de Paiva

O escritor e jornalista leiriense Acácio de Paiva foi a segunda figura a ser relembrada no espaço ‘Cinco autores, Cinco conversas, Cinco dias’. Para falar do autor, marcaram presença Zaida Paiva Nunes, sobrinha-neta, António Santos Nunes, marido de Zaida e entusiasta da obra de Acácio de Paiva (que descreve no blog Dispersamente) e Paulo Moreiras, que assinalou recentemente os 145 anos de Acácio de Paiva.

A sobrinha-neta e admiradora da obra do escritor julga importante relembrá-lo, e destaca “a naturalidade e simplicidade” da sua escrita.

Segundo os convidados, esta importância da obra de Acácio de Paiva, tem sido muitas vezes ignorada pelos habitantes de Leiria. António Santos Nunes confidenciou que “Acácio de Paiva ficou destroçado por não ter vendido nenhuma obra na sua cidade”.

 “As terras são madrastas para os seus filhos”, lamenta Zaida Nunes. Para fazer face a este desconhecimento, Paulo Moreiras propõe “divulgar a obra de Acácio de Paiva, pelo menos juntos das escolas, junto dos novos leitores”.

A crítica social e o sentido de humor sempre estiveram presentes nos trabalhos do autor. “Se ele hoje fosse vivo, seria um blogger que iria fazer uma análise da sociedade, como fez nas suas obras”, brinca Paulo Moreiras.

Na sexta-feira, 1 de junho, é a vez de Afonso Lopes Vieira ser relembrado por Cristina Nobre e por João Carlos Seabra Pereira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *